Uma nova forma de combater o shrink na área do varejo

maio 12, 2020

O shrink no varejo resulta em perdas de bilhões de dólares todos os anos. Na América do Norte e Europa, a taxa média de shrink no ano fiscal de 2018 foi de 1,38%. Para uma loja com vendas anuais de US$ 5.000.000, a perda média foi de US$ 70.200, mas, para muitos, foi bem mais de US$ 200.000. Para ter uma noção do custo, a Federação Nacional do Varejo (NRF) estima que os varejistas perderam mais de US$ 50,6 bilhões naquele ano.

O que causa o shrink no varejo?

Mais comumente, o shrink no varejo é o resultado de furtos em lojas, roubo interno, erros em documentos ou fraude de fornecedores. Para combater isso, os varejistas estão coletando mais dados com seus sistemas de segurança física do que nunca. Embora mais dados possam levar a uma maior Prevenção de Perdas (PP), a realidade para muitos é que resulta em um volume grande demais para analisar.

Além disso, varejistas de todos os portes também estão adicionando mais ferramentas de uso único a seus sistemas, com o objetivo de identificar tendências relacionadas a roubo. Isso forçou os investigadores de PP a ficarem alternando entre vários aplicativos para identificar possíveis problemas e fazer muito mais pesquisas manuais como parte do processo. Sem as ferramentas certas, os investigadores podem ficar sobrecarregados com informações.

A incapacidade de priorizar pode levar a maiores perdas.

A verdade é que os investigadores de varejo não conseguem filtrar cada suspeito. Eles precisam encontrar maneiras eficazes de analisar transações duvidosas e identificar quais geram as maiores perdas e assim preservar as melhores margens.

No passado, o trabalhoso processo de detectar atividades suspeitas envolvia a exportação de uma lista de transações de um sistema PDV e então localizar manualmente o vídeo associado. Isso implicava que os investigadores tinham de encontrar as câmeras certas e introduzir códigos de tempo para decidir se determinadas transações deveriam ser sinalizadas para investigação. Com muita frequência, havia simplesmente um volume excessivo de transações para analisar, impossibilitando saber onde concentrar os esforços.

Existe uma maneira melhor de reduzir o shrink?

O Security Center Transaction Finder é uma ferramenta de vídeo incorporada com ponto de venda (PDV) e relatório baseado em exceção (EBR) que ajuda as equipes de varejo a acelerar as investigações, detectando facilmente transações suspeitas. Para isso, unifica dados de PDV, câmeras de vídeo e análises em uma interface intuitiva.


Isso significa que, em vez de trabalhar com uma variedade de ferramentas, os investigadores agora podem procurar por comportamentos suspeitos e analisar imediatamente o vídeo correspondente para obter mais contexto e determinar a necessidade de investigação mais detalhada, tudo em uma única interface.

A ferramenta permite que os investigadores filtrem as transações de interesse com base nos critérios de pesquisa. Permite que eles pesquisem de acordo com qualquer critério de busca relevante, incluindo data, hora, nome do funcionário, SKU, além de informações não-transacionais como, por exemplo, se foi detectada movimentação no caixa do lado do cliente. Em seguida, procura transações que correspondam aos critérios selecionados e localiza os vídeos juntamente com os recibos associados às transações em questão.

Isso ajuda os investigadores a identificar rapidamente tendências ou transações suspeitas e sinalizá-las para uma investigação mais aprofundada. Para completar, o Transaction Finder também permite que os usuários compartilhem relatórios com outras partes interessadas para facilitar a colaboração.

Mudar para o varejo sem atrito cria novas preocupações


O cenário do varejo está mudando. Para se manter competitivos, muitos varejistas estão adotando uma experiência de compra sem atrito. Porém, a implementação do auto-checkout (SCO) vem com um conjunto de desafios novos e únicos, incluindo a capacidade de assegurar que os clientes estejam realmente passando seus produtos pela registradora.

Embora um sistema SCO possa melhorar a experiência do cliente, muitas vezes traz prejuízo aos varejistas. Uma pesquisa conduzida pela Universidade de Leicester, no Reino Unido, descobriu que os varejistas detectaram uma elevação imediata e significativa de 30% no shrink após a implantação de seus sistemas SCO.

Para mitigar os riscos e manter o shrink baixo, os varejistas precisam de maior visibilidade em torno de seus sistemas SCO. Como o Transaction Finder permite aos investigadores pesquisar usando vários critérios, ele também ajuda a identificar atividades suspeitas nas SCOs.

Por exemplo, comparando a duração de uma transação com a quantidade de produtos retirados, pode alertar a equipe sobre um possível incidente onde um cliente estaria sendo rápido demais em relação ao tempo necessário para de fato registrar todos os produtos que estava levando. Em seguida, usando o vídeo associado, essa ferramenta fornece aos investigadores uma imagem completa de cada transação suspeita e os ajuda a priorizar suas investigações.

O esforço necessário para apoiar a prevenção de perdas e reduzir o shrink está crescendo. Em todos os lugares, os varejistas precisam de ferramentas que trabalhem com eles de maneira clara e eficaz. O Security Center Transaction Finder é um aplicativo único que unifica fluxos de dados para ajudar os investigadores a identificar transações suspeitas de forma acelerada e encerrar casos mais rapidamente.

Varejo
Security Center